Alunos Maristas são premiados na Olimpíada Nacional de Ciências

11 de mar

Lugar de criança e adolescente é fazendo ciência: um bom exemplo disso é a Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), que reúne interessados em desafios educacionais, que permitem os alunos descobrirem o mundo e explorarem ainda mais o conhecimento.

A divulgação do resultado de sua última edição, de 2020, mostrou a qualidade educacional do Grupo Marista. No total, entre os mais de 2 milhões de inscritos, 73 alunos Maristas de diferentes locais foram premiados com medalhas de Ouro, Prata e Bronze, além das menções honrosas. Confira os destaques:

Colégio Marista Arquidiocesano, localizado em Vila Mariana (SP): 19 medalhas e 27 estudantes.

Colégio Marista Ribeirão Preto: 11 medalhas e 17 menções honrosas;

Colégio Marista Brasília: quatro medalhas e cinco menções honrosas;

Colégio Marista Goiânia: três medalhas e uma menção honrosa;

Colégio Marista Londrina: quatro medalhas e quatro menções honrosas;

Colégio Marista São Francisco, em Chapecó: uma medalha de ouro e uma menção honrosa;

Colégio Marista Maringá: três medalhas e duas menções honrosas;

Colégio Marista Criciúma: 11 premiados e 12 menções honrosas;

Colégio Marista Frei Rogério, em Joaçaba: nove medalhas e 12 menções honrosas.

Essa edição foi especial, pois os alunos participaram de forma remota, respondendo às provas on-line por conta da pandemia. Apesar das mudanças, os resultados foram bem positivos e demonstram a motivação e engajamentos dos alunos, que tiveram excelentes desempenhos.

Isso é possível porque o grupo Marista incentiva, divulga e promove ações que integram as ciências à rotina de estudos, de modo que vá além das salas de aula. Portanto, tudo aquilo que agrega saberes, fomenta a educação e tem um objetivo de participar na formação social integral das crianças e adolescentes é amplamente defendido e colocado em prática.

Assim, por meio de um trabalho integrado e participativo, os alunos Marista têm a oportunidade de conhecer, explorar e aprofundar conhecimentos relacionados às ciências, tecnologias e demais áreas do saber.

O que é a Olimpíada Nacional de Ciências?

A Olimpíada Nacional de Ciências é uma prova que envolve questões (que podem ser teóricas e experimentais) de Astronomia, Biologia, Física, Química e História. Como ela permite a participação de crianças e adolescentes de diferentes faixas escolares, as provas são organizadas em:

– Nível A: Ensino Fundamental A (estudantes do 8º ano do Ensino Fundamental);

– Nível B: Ensino Fundamental B (estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental);

– Nível C: Ensino Médio (estudantes da 1ª série do Ensino Médio);

– Nível D: Ensino Médio (estudantes da 2ª série do Ensino Médio);

– Nível E: Médio (estudantes da 3ª série do Ensino Médio e 4ª série do Ensino Técnico).

De acordo com o site oficial, a “Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) é uma promoção do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) e constitui um programa da Associação Brasileira de Química (ABQ), Departamento de História da UNICAMP, Instituto Butantã, Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), Sociedade Brasileira de Física (SBF), e responsáveis por sua execução”.

Com isso, há o objetivo de identificar crianças e adolescentes interessados e talentosos para as áreas científicas e tecnológicas, aproximando-os ainda mais das atividades por meio de um aprendizado multidisciplinar e extensão dos saberes.

Assim, há também a colaboração para a melhoria da qualidade da educação, permitindo que os participantes enxerguem os estudos como pontes para o crescimento profissional, pessoal e para o reconhecimento social.