Confira as ações do Grupo Marista por meio das suas frentes de missão nesse período de pandemia

27 de maio

A pandemia de coronavírus pela qual estamos passando é um momento sem precedentes em nossa história. Nesse momento, enquanto muitas das atividades presenciais foram suspensas por tempo indeterminado, nossa missão é levar um pouco mais de conforto para as famílias que estão sendo impactadas pelas consequências da pandemia.

Por isso, nossas frentes de missão têm promovido ações para apoiar a sociedade neste momento difícil. 

Educação Básica

Em diversas cidades brasileiras, os colégios da Rede Marista de Educação Básica estão se movimentando com ações para minimizar os impactos de contágio pelo novo coronavírus. 

Em São Paulo, por exemplo, o Núcleo Pastoral do Colégio Marista Arquidiocesano arrecadou cerca de 1 tonelada de alimentos não perecíveis e produtos de limpeza que foram doados ao Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras).

Em Goiânia, estudantes do Ensino Médio do Colégio Marista Goiânia criaram o projeto “Anjos na Rua”, para arrecadar alimentos, mantimentos e álcool em gel. Já a Pastoral do Colégio Marista Asa Sul, de Brasília, está promovendo uma campanha para arrecadar cestas básicas e material de higiene para doar ao Centro Socioeducativo Santo Aníbal, que atende cerca de 350 crianças em situação de risco e vulnerabilidade social.

Na região Sul, famílias de Londrina estão reunindo doações de alimentos e materiais de higiene no Colégio Marista Londrina. Mais de 750 quilos de materiais já foram arrecadados em menos de uma semana de campanha. Em Criciúma (SC), a associação de Pais e Mestres do Colégio Marista Criciúma está trocando 500 ml de álcool gel para quem doar 1 quilo de alimento. A ação atende cerca de 30 famílias em situação de vulnerabilidade social na cidade.

Educação Superior

A Pontifícia Universidade Católica do Paraná não poderia ficar de fora de ações sociais em um momento tão complicado como esse. A instituição mostra seu lado humano ao disponibilizar computadores e internet para que os estudantes universitários possam estudar em casa durante o período de quarentena.

Já os estudantes de pós-graduação em Tecnologia em Saúde desenvolveram o site Unidos Pela Saúde, voltado para deficientes auditivo. A ideia é oferecer informações detalhadas para esse público, que nem sempre têm acesso simplificado a conteúdo sobre prevenção ao coronavírus.

Estudantes e professores da instituição também se mobilizaram para fabricar máscaras e óculos de proteção para profissionais de saúde. Além disso, docentes e discentes estão produzindo cerca de 35 litros de álcool em gel por dia nos laboratórios do curso de Farmácia. Alunos do curso de Enfermagem estão atuando de forma voluntária nas campanhas de vacinação promovidas pela Secretaria da Saúde em Curitiba.

Saúde

O distanciamento social, necessário para conter os avanços da propagação do coronavírus, não significa estar distante das pessoas que amamos ou mesmo não ter a oportunidade de buscar atendimento médico. 

No Hospital Marcelino Champagnat, desde o mês de abril estão sendo disponibilizadas consultas online, via telemedicina. O serviço é voltado para pacientes que apresentem sintomas da Covid-19, mas que não precisam necessariamente passar pelo Pronto Atendimento. Mais de cem médico estão na equipe que atua de forma voluntária, contribuindo para desafogar o atendimento presencial e minimizar os riscos de infecção.

O serviço é restrito a pessoas que apresentem sintomas do novo coronavírus, como febre, dores no corpo, tosse seca e falta de ar. Os usuários podem acessá-lo pela página do hospital na internet ou por meio do aplicativo Hospital Marcelino Champagnat.

Além disso, pacientes que estão em tratamento nas UTIs do Hospital Cajuru e do Hospital Marcelino Champagnat também podem receber visitas virtuais dos seus amigos e familiares. Como as visitas foram restringidas nesse período, a troca de mensagens de áudio e vídeo auxilia os pacientes a se sentirem menos solitários, contribuindo para uma recuperação mais amigável e acolhedora.

SOS Vila Torres e Solidariedade que Aquece

Já o projeto SOS Vila Torres, ação promovida pela Província Marista Brasil Centro-Sul, Grupo Marista e Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) atende famílias localizadas em comunidades no entorno da PUCPR. A instituição está recebendo doações de alimentos, produtos de limpeza e de higiene, que serão repassados à Associação de Moradores da Vila Torres.

Desde o início da arrecadação, 24 de março até o dia 22 de maio, já foram arrecadados 7.365 kits. A princípio, todo o material recebido seria destinado às 1200 famílias da Vila Torres. Todavia, por tomar conhecimento de outras situações urgentes, a equipe responsável pela ação redirecionou kits para 830 famílias de outras comunidades, multiplicando ainda mais a solidariedade. 

Por fim, o Solidariedade que Aquece é uma iniciativa da Província Marista Brasil Centro-Sul, do Grupo Marista e da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Por meio do portal é possível conectar doadores e prestadores de serviços a pessoas físicas ou jurídicas que estão precisando de ajuda.