5 lições que as crianças podem aprender na cozinha

22 de jun

As regras de distanciamento social em razão da pandemia de coronavírus transformaram completamente a nossa rotina. Além de as aulas serem online e de o trabalho ser remoto, passamos a fazer as refeições em casa – e essa pode ser uma ótima oportunidade para ensinar os seus filhos.

Existem muitas lições que as crianças podem aprender na cozinha. Calma, não estamos falando de transformá-las em cozinheiras no melhor estilo “Master Chef”, mas sim de dar a elas a oportunidade de vivenciar diversos conceitos pedagógicos e educacionais que serão muito úteis no desenvolvimento delas. Que tal transformar esse momento em uma oportunidade deliciosa de aprendizado?

Conceitos de matemática na prática

Lidar com os ingredientes significa fazer cálculos. Com os itens de uma receita em mãos elas terão que contar, fracionar, mensurar, pesar… E até pensar em maneiras de como resolver problemas, caso alguma coisa não saia como o esperado. O fato é que essa é uma oportunidade prática para que elas entendam alguns conceitos que durante as aulas podem parecer um pouco abstratos.

Quando elas veem uma aplicação prática daquilo que aprenderam tudo se torna mais divertido. Essa pode ser uma oportunidade também para perceber aspectos em que as crianças tenham dificuldade e trabalhar com elas para que percebam o quanto a aplicação desses conceitos será importante no dia a dia delas.

Estímulo ao trabalho em equipe

Nem todo desenvolvimento acontece de forma solitária. O trabalho em equipe é algo que deve ser estimulado nas crianças desde cedo. Quando elas têm tarefas específicas, essas responsabilidades fazem com que elas se sintam importantes no processo, por menor que a contribuição seja.

Você pode aproveitar a oportunidade para mostrar a ela como sua ação pode fazer a diferença em uma receita. Por exemplo, experimente cozinhar algo sem sal e peça para que ela prove. Depois, atribua à criança a tarefa de colocar sal e explique para ela como essa pequena contribuição transformou o gosto do prato.

Aprendendo a ter mais paciência

Crianças pequenas não têm a mesma paciência que nós, adultos. Muitas vezes, elas ficam ansiosas pelo resultado de algo por não compreenderem exatamente qual é o processo por trás do produto final. A partir do momento que elas são apresentadas a esse universo as coisas começam a fazer mais sentido.

Ao prepararem a própria comida elas compreenderão que cada tarefa deve ser realizada a seu tempo e que é preciso esperar para alcançar determinados objetivos. Acredite: na próxima vez que elas pedirem alguma coisa “pra já”, elas se lembrarão de que há etapas a serem seguidas e ficarão menos impacientes com relação a isso.

Ensino de história, aspectos culturais e saúde

Por que comemos arroz com feijão? Em outros países também é assim? Explicar a elas a origem de certos pratos e contextualizá-las sobre o porquê comemos o que comemos é uma oportunidade de refletir sobre a nossa alimentação – e, além disso, estimular a curiosidade com relação a aspectos culturais e históricos.

Além disso, esse é o momento de conversar sobre as propriedades nutricionais de cada alimento. A criança pode não compreender por qual motivo ela não pode comer pizza todo dia, mas ao explicar as diferenças entre os pratos você pode introduzir conceitos de saúde e qualidade de vida.

Organização e convivência

Por fim, o momento que a família se reúne na cozinha para preparar uma refeição é uma ótima oportunidade de convivência. Desligue a TV, deixe o celular de lado e peça para que as crianças esqueçam o videogame por alguns minutos para que todos possam se concentrar em realizar uma tarefa especial.

A brincadeira começa já na hora de organizar os utensílios que serão necessários, passando pela escolha dos ingredientes e, por fim, chegando ao preparo da receita. Por último, mas não menos importante, quando a comida ficar pronta vocês poderão ter outro momento especial sentados à mesa saboreando um prato mais do que especial, preparado com amor e carinho.

…..

O que você achou da ideia de utilizar a cozinha como um elemento pedagógico e educacional para ensinar diversos conceitos aos seus filhos?