Mais de 730 peregrinos renovam a Promessa de Fourvière no Santuário Nacional de Aparecida

24 de maio

“Tudo a Jesus por Maria, tudo a Maria para Jesus”. A frase sintetiza o encontro cercado de comoção, fé e alegria. Assim foi a Peregrinação dos Maristas de Champagnat ao Santuário Nacional de Aparecida. Mais de 730 colaboradores de diversas unidades do Grupo Marista foram até a casa da Padroeira do Brasil para pedir, agradecer e para renovar a promessa feita pelo Padre Marcelino Champagnat à virgem de Fourvière, na França.

No sábado, dia 21, logo pela manhã os grupos chegaram ao santuário e se reuniram no auditório Noé Sotillo. Depois do momento de acolhida, o estandarte com a imagem de Nossa Senhora de Fourvière, que já percorreu diversas unidades do Grupo Marista, foi conduzido em todo o auditório por irmãos maristas e colaboradores, que também levaram placas representando todas as áreas de atuação.  O Irmão Antonio Benedito de Oliveira, Vice-Provincial da Província Marista Brasil Centro-Sul, falou aos presentes da importância do encontro e dos propósitos da renovação da promessa.

Sem seguida o Irmão Afonso Murad abordou, por meio de uma palestra, como as atitudes e virtudes de Maria podem ser seguidas nos dias atuais. Durante a apresentação os peregrinos puderam participar com perguntas e partilha de suas experiências pessoais.

Ao meio dia os Maristas de Champagnat participaram da missa, que foi concelebrada pelo padre Gilberto Moisés Bohn Mittelstaed, da Paróquia Universitária Jesus Mestre, e pelo diácono Márcio Pelinski.

Renovação da Promessa de Fourvière

O motivo da ida dos peregrinos do Grupo Marista à Aparecida era renovar a promessa feita há 200 anos pelo Padre Champagnat e outros onze jovens diante da Virgem Negra de Fourvière.

Por isso, às 15h, a família Marista se reuniu na cúpula central da basílica para rezar diante da Mãe Aparecida, juntamente com romeiros de todo o país que estavam no Santuário. O momento, cercado de emoção, foi conduzido pelo Irmão Afonso Levis. Após a leitura do evangelho de Lucas, o Superior Provincial da PMBCS, Joaquim Sperandio, lembrou a missão e o legado deixado por São Marcelino de opção preferencial pelas crianças e jovens, entre eles os mais pobres, e que hoje deve ser seguido por todos os colaboradores e irmãos. Com fé, os peregrinos fizeram a consagração de Marcelino, em que todos foram fortemente chamados a um compromisso criativo com “Um novo começo”. A celebração foi encerrada após todos cantarem a “Salve Regina” e a música “Dai-nos a Bênção”, pedindo a intercessão e proteção de Nossa Senhora da Conceição Aparecida.