PUCPR inaugura Monumento à Educação durante comemoração de 57 anos

16 de mar

A Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) inaugurou o Monumento à Educação no dia 14 de março. Doação do ex-reitor da Universidade, Irmão Clemente Ivo Juliatto, a obra do artista catarinense Elvo Benito Damo está localizada perto do portal de pedestres do Câmpus Curitiba.

O monumento, que tem talhada a frase “não cesses de esculpir tua própria estátua” do filósofo egípcio Plotino em latim e português, consiste em um bloco de granito com um homem em bronze emergindo dele.

Para o Irmão Clemente, o monumento é um incentivo à educação, uma forma de lembrar que as pessoas devem sempre buscar seu melhor, cultivar e aprimorar a educação. “Sempre tive um sonho de fazer a PUCPR uma verdadeira casa de educação, e a arte faz parte disto. Ela nos angeliza, nos torna anjos. Cultivar a sabedoria nos torna pessoas melhores e foi com este pensamento que doei a obra”, diz.

A ideia de colocar a escultura na PUCPR, de acordo com o Juliatto, surgiu em uma viagem que fez à Bangkok, na Tailândia. “Lá visitei a Assunção University e vi que, na entrada da instituição, havia uma pedra bruta em ouro. Entre os significados da obra está que os alunos entram brutos e, depois de cursar a universidade, saem lapidados”, conta. “Achei a ideia fantástica e pensei em colocar algo semelhante aqui na PUCPR”.

Conheça a frase completa do filósofo Plotino:

“Volta-te a ti mesmo e olha se tu não vês todavia a beleza em ti; faze como o escultor de uma estátua, que deve ser bela; toma uma parte, esculpe-a, pole-a e vai ensaiando até que tires linhas belas do mármore. Como aquele, tira o supérfluo, endireita o que é oblíquo, limpa o que está obscuro para torná-lo brilhante, e não cesses de esculpir tua própria estátua”.