União entre empresas e entidades cria fundo para combater coronavírus no Paraná

28 de maio

Campanha inédita de união entre setor público e privado promove o auxílio aos setores de Saúde e Assistência Social no enfrentamento da pandemia
 

A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) tem afetado direta ou indiretamente toda a população do Paraná, principalmente a população mais vulnerável. Pensando nisso, uma ação inédita envolve diversas empresas e entidades do Estado para arrecadação de fundos para a saúde e assistência social.  A campanha nasceu da união das promotorias de Justiça do Ministério Público, Ministério do Trabalho do Paraná que firmaram um convênio com a UFPR e Funpar. Logo em seguida se uniram ao grupo Instituto GRPCOM, Grupo Marista, PUCPR, Instituto Positivo, a comissão do Terceiro Setor da OABPR e associações da sociedade civil organizadas com sede no Estado. Esse grupo espera que mais organizações integrem o grupo e ajudem a fortalecer ainda mais a iniciativa.  

Da possibilidade de unir marcas distintas de segmentos diversos, surge a campanha “O amor contagia”, para reforçar a mensagem de solidariedade em toda a sociedade paranaense. 

As arrecadações obtidas com a campanha irão compor dois fundos com objetivos diferentes: um de apoio às demandas emergenciais na área da saúde, beneficiando, a princípio, o Complexo Hospital de Clínicas da UFPR, o Hospital do Trabalhador e outros hospitais filantrópicos do Paraná. O apoio ocorrerá à medida que as doações sejam feitas. O outro fundo irá prestar apoio às ações de mais de 300 ONGs cadastradas. Para acessar os recursos, hospitais e organizações sociais deverão observar os critérios dos editais e se inscrever no site da FUNPAR. 

Os aportes iniciais dos participantes já somam R$ 1,5 milhão para o fundo de saúde e R$ 390 mil para o segmento de assistência social. Mas as necessidades das entidades para o combate à pandemia e da população mais vulnerável vão muito além deste montante. “A ideia é que nesse momento em que estamos enfrentando um mundo novo, grandes marcas se unam pela solidariedade. Quanto mais pessoas físicas e empresas puderem doar, mais recursos poderão ser destinados para os que mais necessitam. Um levantamento aponta que mais da metade das organizações sociais do Estado já apresentam dificuldades para manter suas funções neste período de crise”, afirma a promotora de justiça do Ministério Público do Paraná, Karina Cordeiro.

Como doar

Empresas, pessoas físicas e organizações podem fazer suas contribuições via depósito bancário tanto para o fundo de apoio à área da saúde, quanto para o de iniciativas sociais. As doações são feitas de forma direta e não podem ser abatidas do cálculo do Imposto de Renda. Aqueles que quiserem contribuir de forma anônima podem fazer depósito ou transferência.

Os recursos dos fundos serão administrados por um comitê gestor que irá fiscalizar a destinação das doações. A prestação de contas para a sociedade será feita em tempo real e com fácil acesso no site da Funpar.

 

Para doar ou saber mais detalhes sobre a campanha acesse o site: http://www.funpar.ufpr.br/transparencia-covid19/