Educação infantil: saiba a importância de ter equilíbrio na agenda das crianças

Atividades extracurriculares, como esportes e exercícios culturais, são práticas presentes na educação infantil. Isso vem despertando a atenção dos pais, mas é preciso equilibrar a agenda das crianças, sabia? Confira!

Natação, futebol, teatro, dança, aula de música, curso de idiomas e artes marciais. Essas são algumas atividades que podem fazer parte da rotina na educação infantil e ir além das aulas regulares. As atividades extracurriculares são muito importantes para ocupar o tempo que as crianças não estão na escola, além de ser uma ótima oportunidade delas aprenderem outros conhecimentos que, geralmente, não fazem parte das disciplinas ensinadas na sala de aula. 

A IMPORTÂNCIA E OS BENEFÍCIOS DAS ATIVIDADES EXTRACURRICULARES

Além de ser uma excelente ferramenta para a educação infantil, as atividades extracurriculares podem trazer diversos benefícios para a saúde, para o convívio social e desenvolvimento cognitivo da criança. Também são úteis para preencher os horários em que os pais podem estar ausentes. 

Os benefícios são diversos, mas é preciso respeitar os momentos de brincar e da ociosidade para o desenvolvimento saudável e adequado das crianças. O momento do brincar é tão importante quanto as disciplinas ensinadas em sala de aula. É justamente durante o brincar que a criança constrói a sua criatividade e elabora suas questões internas, vivenciadas no dia a dia. 

Por isso é fundamental colocar em prática o equilíbrio e a possibilidade de escolha da criança. Em alguns casos, os pais colocam o filho em tantas atividades, que consomem em excesso a energia dos pequenos e ocasionam um tipo de estresse tóxico e prejudicial para o desenvolvimento neurológico na primeira infância.

ATIVIDADES EXTRACURRICULARES: DICAS PARA EQUILIBRAR A AGENDA DO SEU FILHO E PROPORCIONAR TEMPO DE QUALIDADE PARA ELE

Uma dica valiosa para os pais é perguntar ao filho sobre sua vontade em fazer determinada atividade, dependendo da idade da criança. Outra dica é proporcionar diferentes experiências para que ela escolha aos poucos aquela que mais se identifica, porém, sempre respeitando o desenvolvimento e o tempo de qualidade, a fim de não sobrecarregá-la. 

Existem práticas extracurriculares que são muito bem-vindas para o desenvolvimento físico-motor da criança e também para o gasto energético. A natação é um exemplo, pois é um ótimo exercício para o corpo, desenvolve a capacidade de nadar e questões relacionadas à sobrevivência. Há outras que estimulam diretamente o desenvolvimento da interação social da criança, como o teatro e as artes marciais, que são práticas vantajosas para despertar a habilidade de construir vínculos afetivos positivos, além de desenvolver a consciência corporal, a concentração, a resiliência, o autocontrole, a disciplina, a criatividade e muito mais. 

PLANEJAR A ROTINA DA CRIANÇA É ESSENCIAL 

Já deu pra notar que as opções de atividades extracurriculares são diversas e muito positivas para a educação infantil, não é mesmo? O interessante é avaliar aquelas que se adequam melhor ao estágio de vida da criança e perceber o interesse dela para que possa fazer as atividades com prazer.

Apesar de ser necessário estabelecer uma rotina para a criança, com diferentes tipos de atividades, é preciso flexibilizar o tempo e buscar o equilíbrio com um momento dedicado para o ócio criativo, para brincar e se divertir, e também para descansar. Isso, além de saudável, proporciona a liberdade de praticar a criatividade em busca de novas formas de brincar. 

Vale ressaltar que esse planejamento sobre a rotina da criança e a administração do tempo parte dos pais e da família. E o que pode fazer sentido para uma família, pode não fazer para outra. Tudo isso deve ser planejado de acordo com a dinâmica familiar e em prol da saúde física e mental da criança, assim como o seu desenvolvimento

AFINAL, ATIVIDADES EXTRACURRICULARES FAZEM BEM? 

Muito! O objetivo das atividades extracurriculares é justamente proporcionar novos estímulos e experiências para a criança descobrir e perceber suas próprias habilidades e interesses. Com elas é possível ir muito além da sala de aula e experienciar e estimular diversas habilidades nas crianças, confira algumas delas: 

  1. Melhora as relações sociais com as outras pessoas.
  2. Ajuda no desenvolvimento da criança em sala de aula.
  3. Estimula a expressão corporal e a criatividade. 
  4. Incentiva a expressão da oralidade e a habilidade de observação do mundo. 
  5. Desperta a curiosidade e talentos.
  6. Proporciona a chance de fazer novos amigos. 

Ao estabelecer uma atividade nova, é essencial que os pais observem como a criança reage no decorrer do tempo. Assim, podem perceber melhor aquelas que mais agradam o filho, seja pela dedicação e interesse, seja pela desenvoltura ou até mesmo pelo desinteresse total. É importante que a criança vivencie opções que incluem experiências cognitivas, físicas, manuais, intelectuais, culturais, entre outras. 

É a partir dessas experiências na primeira infância que a criança adquire diferentes conhecimentos e pode, inclusive, descobrir talentos para a vida toda, assim como uma futura profissão. Porém, é recomendável que, quanto mais nova a criança, menos atividades extracurriculares ela tenha. Nessa fase da vida, é indispensável que a criança vivencie momentos de qualidade com a família e tenha tempo para entrar em contato com a própria criatividade e o seu jeito de ser no mundo. 

Dessa forma, as atividades extracurriculares são muito favoráveis para o desenvolvimento saudável da criança, mas é determinante que os pais reconheçam os limites e encontrem equilíbrio. 

Compartilhar este post

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.